quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Querido papai noel,


Eu sei que você já deve estar cansado de ler tantas cartas este ano. E também que deve guardar os pedidos que receber agora só pro ano que vem. Mas essas palavras que escrevo agora não são pedidos, são palavras de agradecimento por um dos melhores natais da minha vida.
Você sabe, eu não te escrevi esse ano, não por nada querer, mas por saber que eu tenho tudo o que eu preciso e tudo o que eu mais quero. 2013 foi sem dúvidas um belo ano. Um ano cheio de altos e baixos, de muita correria, muito trabalho e muitas realizações. Um ano feliz que eu nem tive tempo de ver passar, pois estava ocupada demais o vivendo...
Então chegou o natal e... espera! Já chegou o natal? Todo tempo livre que eu tive dediquei aos preparativos dessa festa, que teve um significado muito maior dentro do meu coração. Rezei e agradeci a Deus e ao menino Jesus por tantas graças. Enchi minha mente de pensamentos bons e cheios de amor. Tentei agradar e presentear todos que estiveram ao meu lado durante o ano. Preparei discursos para meus amigos secretos, tão especiais que só com muita sorte para tê-los na minha vida. Ajudei a cozinhar, fiz a sobremesa e ouvi músicas de natal. Cantei "então é natal..." e também alguns clássicos do Roberto Carlos, porque, bom, era natal e no natal a gente faz esse tipo de coisa! 
A festa começou e foi aí que o papai noel me surpreendeu. Então eu gostaria de agradecer ao senhor do fundo do meu coração. Ouvi alguém dizer essa semana que acha meigo acreditar no papai noel, e então me perguntei: como não acreditar? Como não acreditar em toda magia e em todo amor que existe no mundo quando é natal? Porque é isso que o papai noel representa, todo o amor e bondade deste mundo. Todo amor que chegou ao mundo quando aquele menino nasceu lá em Belém. Eu acredito no amor. Eu acredito nas pessoas boas. E sim, eu acredito no senhor, papai noel.
E se eu pudesse resumir essa carta para que você possa ir descansar e se preparar para o próximo ano, eu diria simplesmente obrigada.
Espero que todos os lares tenham sido tão abençoados e cheios de amor nessa noite de natal como o meu foi. São nesses momentos, sempre tão iguais, que a gente encontra aquilo que faz a diferença.

Um beijo grande, da sua maior fã.

domingo, 17 de novembro de 2013

Can we try?

"Eu tenho uma porção de coisas para te dizer, dessas coisas assim que não se dizem costumeiramente, sabe, dessas coisas tão difíceis de serem ditas que geralmente ficam caladas, porque nunca se sabe nem como serão ditas nem como serão ouvidas..." 
- Caio F. Abreu

Times like these

São em tempos como este que eu me pego transferindo meus pensamentos para o papel, como se esse simples fato me mostrasse que eu estou viva aqui dentro e não sou apenas mais um corpo sem voz. As palavras fluem com tanta facilidade quando seus olhos não encaram os meus, loucos para que ao menos uma vez eu diga o que você quer ouvir. E eu nem ao menos sei o que é que você tanto espera sair da minha boca...

Eu sei que eu não sou a mais fácil das pessoas, nunca fui e quem sabe nunca serei. Sempre me achei cheia de defeitos, mesmo que tentasse demonstrar perfeição a todos que me olhassem de fora. Mas não, eu nunca fui perfeita. Dentro de mim, existe um labirinto que eu não sei onde começa e muito menos onde termina. É fácil entender o que está fora, mas não o que está aqui dentro... Sim, eu entendo os motivos, mas não sei o que devo fazer sobre eles.
(...)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Sorte do dia.

"Cuidado companheiro! A vida é pra valer e não se engane não, tem uma só. [...]"
Vinícius de Moraes 

domingo, 27 de outubro de 2013

Oi, Tempo.

O Tempo passa. Rápido demais. Com pressa de chegar. Com pressa de partir. Dia após dia. Mês após mês. Ano após ano. Sem nos dar chance de respirar, de saborear cada momento, de ir com calma. O Tempo passa trazendo mudanças, tomando novos rumos, criando novos hábitos, trazendo novas companhias. E ele não espera por ninguém...
O Tempo voa com suas asas como as de um anjo. Tanto que o Tempo em um de seus voos levou com ele minha memória, roubou de mim os detalhes que eu tentava guardar a sete chaves dos momentos que passei com ela. 
Eu só queria conseguir me lembrar da sua voz chamando meu nome. Queria dormir todas as noites ouvindo sua risada. Queria ainda encontrar em todos os rostos seu sorriso, como eu fazia nos primeiros meses. Porque apesar da saudade apertar, era um sinal  de que ela estava por perto, sorrindo para mim através de outras pessoas. Era mais uma prova que a sua vida foi real e não um sonho meu. 
Mas, ó Tempo, o Tempo não quer ser meu amigo e quando tentei encontrá-lo para lhe pedir de volta as memórias que me pertenciam, o Tempo correu com pernas muito mais longas que as minhas. Ele correu para o futuro, quando tudo o que eu queria era alguns segundos do passado. Porém, enquanto corria, o Tempo me disse "Menina, você está enganada. Eu sou o Tempo, só sigo em frente. Procure o Curupira, pois é ele quem anda pra trás".

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Success

To laugh often and much to win the respect of intelligent people and affection of children; to earn the appreciation of honest critics and endure the betrayal of false friends; to appreciate beauty, to find the best in others; to leave the world a bit better, whether by a healthy child, a garden patch or redeemed social condition; to know even one life has breathed easier because you have lived. This is to have succeeded.


- Ralph Waldo Emerson

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Silence Of The City

Quando a noite caia, ela se via no silêncio em que sua mente podia viajar. O silêncio de uma cidade que nunca dormia era o simples barulho do vento, o balançar das folhas nas árvores, os pneus girando no asfalto que não veem a hora de chegar em casa. Sem buzinas, sem televisões ligadas em seus programas sensacionalistas, nem celulares tocando a cada 5 minutos. Naquele silêncio, ela ouvia a respiração profunda de quem havia adormecido no quarto ao lado, a única certeza de que não estava sozinha e de que outros corações batiam próximo ao dela.
Apesar da solidão da noite, aquele era o momento pelo qual ela ansiava enquanto via o sol brilhar e realizar sua rotina, nascendo e morrendo, dia após dia, acompanhando toda a agitação que as vidas aceleradas criavam para aquele curto período de tempo, vivendo sem parar pra pensar, morrendo sem parar de respirar. Enquanto eles desejavam dias mais longos para que todas suas inutilidades fossem feitas, ela esperava que o dia terminasse o quanto antes. Ela sempre espera que o dia termine.
Ao ver o sol se pôr, mal podia esperar para estar sozinha com sua verdadeira amiga, que podia não estar sempre ali – afinal, nem o amigo mais fiel está sempre presente. No entanto, na maioria das noites a acompanhava com toda sua beleza e majestade. E ali, sentada na janela do oitavo andar, sendo iluminada pela lua, ela passava as noites em claro, vivendo como ninguém vivia, viajando por entre as estrelas mais distantes, encontrando sua paz no breu da noite e no silêncio, no silêncio daquela cidade que nunca se calava...

segunda-feira, 26 de agosto de 2013


E eu me afastei do mundo, na ilusão de que eu podia ser feliz sozinha...

domingo, 11 de agosto de 2013

La vie est une petite caisse de surprise

Tenho, dentro de mim, milhões de pensamentos e palavras, opiniões e comentários, ideias e cenários. Fabrico em minha mente cenas que nunca irão acontecer. Invento falas, personagens e personalidades. Faço momentos como quem escreve uma história, sendo que eu sou a personagem principal. Na minha imaginação, eu posso tudo. Eu não tenho freios, porque quem cria o que vem a seguir sou eu. Não haverão surpresas, medos nem decepções. Apenas os momentos criados que me fazem seguir em frente, em busca de um horizonte que escapa das minhas mãos a cada passo que eu dou.
Não, esta utopia não existe. Não criamos nem controlamos a nossa própria vida, ela depende das pessoas que estão ao nosso redor. Não possuímos uma mão invisível que possa controlá-las da maneira mais conveniente. Mas seguimos, criando estratégias para que tudo corra bem, para atingir aquela felicidade tão almejada. E por muitas vezes, conseguimos. Pena que um segundo de felicidade não implica toda uma eternidade feliz.
Um segundo feliz pode ser destruído em um milésimo de segundos. Decepções. A vida anda cheia delas que como fantasmas circulam pelo mundo fazendo de nós suas vítimas, às vezes nos atingindo fundo demais. Então vem o medo. Sim, o medo. O ser humano, que se orgulha tanto de ser racional, age como um ratinho assustado depois de se decepcionar. A razão funciona a mil por hora dentro de um corpo apavorado, buscando motivos, explicações e rotas de fuga. Porém, temos tampouco controle sobre o tempo e de repente, surpresa! Tudo muda e você se sente um bobo por perder preciosos momentos quebrando a cabeça, quando tudo o que bastava era esperar pra bela felicidade te encontrar outra vez. Ela vai, mas não demora a voltar.
A vida é uma montanha-russa na qual nos vendam os olhos. Não se sabe pra onde vai, nem como será. É pura surpresa. Altos e baixos. Frio na barriga. Medo. Mais surpresas. Adrenalina. E apesar de todos os gritos, sairemos dela felizes com vontade de viver mais uma vez...

sexta-feira, 26 de julho de 2013

my days still revolve around you

É tão bom ter por perto alguém pra compartilhar todos os momentos. Alguém que torna tudo certo quando está por perto e faz tudo chato quando vai embora. Alguém que não importa quanto tempo fique ao seu lado, sempre será pouco. Alguém que vai te fazer sentir ciúmes de tudo e de todos. Alguém que quando te abraçar forte some com tudo que há de mal nesse mundo e que quando sorri faz do mundo um lugar mais belo.
É como se em algum instante da sua vida você tivesse sido tão sortudo que encontrou a pessoa que te completa. E podem se passar dias, meses, anos que sua vida nunca voltará a ser como era antes. A peça que faltava agora está ao seu alcance e você se sente feliz. A felicidade está naquele olhar sincero, no sorriso bobo, no beijo apaixonado e até naquela briga sem motivo. Quem se importa com uma briga quando se tem tanto amor?
Eu amo você, e não importa o que vão dizer... Eu quero só você, por toda minha vida. Eu amo amar você ao mesmo tempo que odeio te amar tanto assim. Porque quando você vai embora, eu sou apenas uma garota insegura e carente que tem um pedaço faltando.

sábado, 8 de junho de 2013

Pensamentos

Vazio. Incompleta. Deslocada. Falta. Saudade. 
Distância. Amiga. Desejo. Time-machine. Sorriso. 
Lindo. Anjo. Enviada. Admiração. Amor. Cumplicidade. Amizade. Infinito. Eterna. Juntas. Sempre.

Em dias como esse, meus pensamentos voam além da realidade. Penso em tudo que fomos. Tudo o que vivemos. Tudo o que sonhamos. Eu queria que você estivesse aqui. Eu queria me sentir em casa outra vez. Eu queria que dias como esse fossem iguais a aqueles dias. Dias felizes. Dias sem preocupações. Dias completos. Nada é o que era, nunca será sem você aqui. Mas, sigo em frente, apenas desejando que você esteja bem aonde quer que você esteja. Pois meu último pedido enquanto ainda te tinha comigo, eu me lembro. E tudo o que eu espero é que você esteja sã e salva num lugar muito melhor que aqui...
Para o amor, não há distância. Não há tempo. Não há lugar. Só amor. 
Amor além da vida.
Amor que nunca se acabará.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

3 years.

I remember what you were in our first date.      

You came into my life and I thought  

"Hey, you know, this could be something..."


Essa foi a primeira música que eu ouvi no dia de hoje. Como eu poderia não me identificar? Fazem exatos 3 anos da primeira vez que a gente se encontrou. Eu me lembro do que você vestia no nosso primeiro encontro, no dia em que você entrou na minha vida e me fez pensar que talvez o dia de hoje pudesse existir.
A nostalgia que o simples dizer "dia 29" traz para nós é única. E quando ele chega, não há nada mais que eu possa fazer, a não ser me lembrar de cada detalhe daquela noite. Se eu fechar os olhos, consigo me lembrar de cada sensação. Desde a expectativa e ansiedade no começo do meu dia, ouvindo Taylor Swift on repeat e fingindo não me importar, até o primeiro olhar (de muitos) que trocamos aquela noite. Todos os seus sorrisos e som da sua risada que ficou marcado na minha memória por tanto tempo, como uma música que fica na cabeça da gente, esperando para ser ouvida mais uma vez.
Eu me pergunto se algum dia eu irei me cansar dessa história. Se cansarei de contar a nossa história a todos que eu conheço. Se cansarei de reviver esses momentos que me fazem sonhar. Por que ela me encanta até mesmo quando a memória falha e os detalhes fogem de nossas mãos. Até mesmo quando você diz para todo mundo que a primeira vez que eu te vi não foi naquele bar e sim, na webcam! Eu me lembro bem dos meus medos e inseguranças quanto àquela noite, afinal, eu não poderia me apaixonar por qualquer um. Mas fico contente por ter enfrentado todos eles e mais o monstro da minha timidez para tornar aquela noite perfeita.
A melhor parte dessa história é que apesar do tempo continuar passando, ainda somos os mesmos de 3 anos atrás. Esse tempo todo que já passamos juntos parece uma vida inteira. Talvez, por que hoje você faz parte de uma parcela imensa da minha vida. Ao mesmo tempo, esses 3 anos parecem 3 dias perto de todos os nossos sonhos e planos para o futuro. Como se esses 3 anos que passaram fossem só o começo da nossa história, e talvez sejam...
Lembra quando a gente dizia que estava vivendo um sonho e que não queria acordar? Acho que ninguém sonha durante 3 anos sem acordar, meu amor. Nosso sonho é a nossa realidade.
Obrigada por continuar me encantando e superando todas as minhas expectativas dia após dia. 
Obrigada por me fazer feliz com seus gestos e palavras. 
Obrigada por estar sempre ao meu lado.

O que eu sinto por você não vai passar. Eu te amo, meu amor.

domingo, 26 de maio de 2013

happy bday, dear C.

Can you take a moment? Promise me this.
That you'll stand by me forever.
But if God forbid fate should step in... and force us into a goodbye
If you have children someday, when they point to the pictures 
Please tell them my name.
Tell them how the crowds went wild. Tell them how I hope they shine.

Por onde começar? Nossa amizade sempre foi tão cheia de altos e baixos, entre te amar e te odiar, entre ser sua amiga que tudo compreende e ser sua mãe que que puxa suas orelhas, entre muito se importar e pouco demostrar, entre orgulhos e considerações, entre viver grudadas e estarmos distantes. E por tudo isso, parece que faz uma eternidade que a gente se conhece. A verdade é que nem faz tanto tempo assim. Se dizem que o tempo é relativo, ele tem a ver com a intensidade dos sentimentos, nossa amizade parece ser de uma vida toda, porque eu te considero por uma vida toda. Porque o pouco que vivemos juntas foi muito. E porque a vida pode tentar, mas não vai conseguir nos separar...
Eu devia ter preparado uma surpresa mais interessante para o dia de hoje. No mínimo, ter te enviado mais uma das minhas cartas para que você pudesse guardar de recordação. Mas espero que minhas palavras sejam o suficiente para te mostrar que mesmo longe, você ainda faz parte da minha pequena lista de amizades. Porque você é a única que me procura quando eu menos espero só pra dizer oi ou contar as novidades. Porque você é a única que me ligaria numa sexta-feira de manhã para pedir meu endereço. Porque você é aquela que eu posso chamar de amiga, minha pequena amiga, minha formiga.
Eu te desejo tudo de melhor que há nesse mundo. Que você sempre tenha muita saúde e muita paz. Que todos os seus sonhos se realizem e que você sempre tenha muito sucesso e muitas felicidades. Você sabe que do fundo do meu coração, eu só quero o melhor para você, por isso você sempre foi minha amiga protegida. Obrigada por existir na minha vidinha. Obrigada por ser assim, do jeito que você é.
Feliz aniversário, amiga! Aconteça o que acontecer, saiba que estarei sempre por aqui.
Sua amiga, 
Mari Telles.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Até o mundo acabar

Pra sempre vou te amar.
 Mas talvez, você não entenda
 Essa coisa de fazer o mundo acreditar
 Que meu amor não será passageiro
 Te amarei de janeiro à janeiro

 Até o mundo acabar

 

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Exagerado


“ Amor da minha vida, daqui até a eternidade...

Num dia que traz de volta tantas lembranças como esse, me pego pensando em tudo o que a gente viveu e em tudo o que ainda temos para viver. Mudamos tanto desde que tudo isso começou. Porque a verdade é que conhecer alguém nos muda, e muito.
Antigamente éramos exagerados. Não o tipo de exagero ruim, mas o exagero cazuza, jogado aos seus pés. Aquele exagero de amor inventado que nos faz sonhar acordado durante a noite inteira. Aquele exagero que larga tudo pelo outro. Aquele exagero que te faz seu telefone tocar às duas da manhã. Aquele exagero que o brilho no seu olhar carrega. Aquele exagero com mil rosas roubadas... Afinal, quem não adora um amor inventado? Quem não ama receber mil rosas roubadas?
O tempo passou. O tempo não para. E ele fez bem para ti, assim como fez para mim. Mas aonde foi parar nosso exagero? Quando a gente tem muito, a gente se esquece de como é preciso um pouco mais. Um pouco de exagero, um pouco de invenção, um pouco de surpresa...
Espero pelo futuro que está reservado para nós dois. E num pedido mudo, peço para que ele me surpreenda. Talvez não sejam necessárias mil rosas roubadas, uma única rosa já é muito mais que uma declaração de amor.

Amar já é um exagero. Não há mal algum em ser exagerado. 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

"A saudade ainda é grande, principalmente quando fecho meus olhos e sua imagem vem de encontro a mim, mas já aprendi a conviver com ela. Não é insuportável, não é ensurdecedora, não é mais impossível. Para falar a verdade, talvez ela nunca fora essas coisas. A saudade simplesmente passou a ser parte de mim, uma amiga, um lembrete de que tive uma pessoa maravilhosa como você em minha vida."
- Dear Diary

domingo, 24 de março de 2013

Duvida da luz dos astros,
Duvida que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor.

- William Shakespeare.

my heart is yours ♥


Se ao menos você soubesse quanto tempo eu esperei encontrar alguém como você. Se ao menos você tivesse ideia de quantas noites eu sonhei acordada com um amor como o seu. Se ao menos você soubesse o quanto eu faria pra te ter sempre comigo.
A verdade é que eu sempre sonhei com contos de fadas e o famoso “... e eles viveram felizes para sempre”. O que é no mínimo estranho sabendo que minha mãe nem lia tantas histórias de príncipes e princesas quando eu era menor. Ainda assim, eu sempre acreditei que o amor fosse aquela força mágica e poderosa que podia vencer todos os obstáculos do mundo, aquele sentimento pelo qual a gente levanta da cama todo dia.
Eu levantava da cama todos os dias e saía à procura do amor, porém o amor nunca parecia procurar por mim. Todas as noites, quando eu me deitava, sonhava com o dia em que chegasse a minha vez. O dia em que eu fosse olhar nos olhos de alguém e ver que nada no mundo fazia mais sentido do que aquele momento.
Vieram, então, amores de livros em que eu mergulhava para esquecer o mundo, livros que faziam eu me apaixonar de verdade por personagens que nem ao menos existiam fora da minha imaginação. Mas todos os livros tinham um fim. Depois, as boy bands que faziam eu me apaixonar por suas canções falando de amor e sonhar em algum dia, por acaso, encontrar um de seus integrantes na rua e ser amor à primeira vista. Mas eu nunca encontrei nenhum deles e no fim acabei por enjoar de suas músicas. Vieram os filmes de Hollywood, comédias e romances, comédias românticas, que só tinham graça quando mostravam um casal apaixonado. E eu desejava que aquela fosse a minha vida. Um amor de Hollywood, um beijo na chuva, e tudo ficaria bem no final. Mas eu não estava em Hollywood e minha vida não era um filme.
Um belo dia, o amor me encontrou, fantasiado de um amigo de uma amiga. Não parecia o amor e eu não esperava que fosse. No entanto, alguém entrou na minha vida e precisou de apenas algumas conversas para se tornar indispensável. E então o amigo se tornou mais do que um amigo, numa conquista mútua que ocorreu pouco a pouco. Assim, surgiu o meu amor, tão natural quanto o nascer do sol, tomando seu tempo e iluminando o que há pouco era só escuridão.
Eu não estava esperando por ele, quando ele finalmente me encontrou. Sem por que, nem pra que. E eu simplesmente sabia que era de verdade. Sabia que poderia confiar naquele que era agora indispensável. Sabia que a vida não era um filme, mas eu teria o meu beijo na chuva. Sabia que aqueles olhos iriam me fazer esquecer o mundo. Por que eu podia ver que ele também estava se sentindo da mesma maneira. Essa foi a coisa mais incrível que já me aconteceu. Olhar em seus olhos e ver todos os meus medos, emoções e sentimentos refletidos neles. Nada supera o que eu sinto ao olhar para você...
E aquele “oi amigo” de três anos atrás, se tornou um “bom dia, amor da minha vida”. Você fez todos os meus sonhos se tornarem realidade. Minha vida mudou ao te encontrar e tudo o que eu quero é continuar acordando com seu bom dia. Porque é disso que eu preciso. Disso e de seus braços me protegendo do resto do mundo.
O que eu sinto por você não vou sentir por mais ninguém. Você tem a chave. Só você. Enquanto meu coração bater, ele vai bater por você. 


domingo, 10 de março de 2013

a letter for a friend


Lovely dear,

You know, all I could think while I read about your "drama before date" was that I went through something very similar some time ago. And I was like "why doesn't he text me back? why is he barely talking to me? why can he be super nice with his friends and not have time for me?".
I am also the kind of girl who needs love so much. I need to have proofs of love everyday. I need to fall in love everyday. I need sweet messages and I need attention. Maybe all the previous sentences could more "I want..." rather than "I need...", but that is subject for another time. What I am trying to say is that we are very similar at this point. Sometimes we have to "fight" to see that we are really loved.
After this so-called fight, we will feel like Taylor Swift in Stay Stay Stay. I felt exactly like this. Between all the drama, I thought about breaking up, but after some tears I realized that I've been loving him for quite some time and no one else is gonna love me when I get mad. 
And then, I saw in his eyes that he loved me too much to let me and I reminded of that song you sent me once, Perfect Two,  because he is the one I wanna marry!!! I am really happy while I write this, believe me. I am sure that you are going to be here at the day I walk down the aisle.

Lots of love, M.

sexta-feira, 8 de março de 2013

I have been saudad-ing you

Há exatos três anos, minha vida mudava radicalmente, de uma maneira que eu nunca desejei. O meu maior medo se tornava real e eu nada podia fazer contra isso. Toda a força que eu havia dentro de mim desapareceu em um piscar de olhos. A batalha fora perdida.
A verdade é que eu não queria estar aqui mais uma vez escrevendo sobre isso. Contudo, os sentimentos me sufocam e precisam ser canalizados. Essa semana tudo me lembrou aquela trágica semana, cada passo que eu dava me trazia uma lembrança junto com todas as sensações que eu apenas presenciei uma vez na vida.
Ninguém está preparado para ver alguém jovem e cheio de sonhos partir. Ninguém sabe o que dizer quando se vê uma vida tão pouco vivida acabando. Ninguém consegue não se comover em uma situação como essa.
Essa semana, chorei. Eu chorei por mim e por todas as lágrimas que continuam presas aqui dentro. Eu chorei por você, que partiu há três anos, mas não me abandonou. Eu chorei pela falta que minha melhor amiga me faz. Eu chorei por toda a saudade que eu sinto. Eu chorei pelo medo de perder outro alguém. Eu chorei por todos aqueles que perdem pessoas queridas todos os dias. Eu chorei porque a vida é curta e pode acabar em um segundo. Eu chorei por todo meu coração.
Todas as músicas, todas as orações, todas as esperanças daquela semana voltaram a me atingir em cheio. E apesar da dor não arder tanto como costumava, ela ainda está aqui, queimando um pedacinho do meu peito, fazendo fumaça e provando que nada irá mudar o que passou. As lágrimas misturadas à água do chuveiro continuarão caindo. Mas você sempre estará comigo.
Deus sabe o que faz, e Ele nunca dá uma cruz maior que a gente possa carregar. Por confiar Nele e em tudo que Ele faz, sei que você está bem, pois minha prece foi para que ele te protegesse seja como fosse.
Amigas de verdade vão até o fim umas pelas outras. Amigas de verdade estão lá nos melhores e nos piores momentos, porque pura e simplesmente elas tem em que acreditar. Eu acredito nessa amizade e tenho a certeza que distância nenhuma tem a capacidade de acabar com ela. Aonde quer que você esteja, saiba que eu te amo e você sempre será uma das melhores partes de mim.
Obrigada por estar sempre ao meu lado. Eu nunca vou te abandonar, G.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Cuida de mim

Eu gosto de nós dois juntos. Gosto quando chega o fim de semana e eu posso te encontrar. Gosto quando você me manda uma mensagem inusitada pra me fazer rir. Gosto das nossas piadas e das nossas risadas. Gosto quando você está ao meu lado e sorri. Gosto de ver e ouvir sua gargalhada quando ela vem do fundo da sua alma. Eu gosto de estar por perto. Eu gosto de te admirar.
Eu gosto quando o silêncio entre nós nos conforta. Mas eu odeio quando ele é cheio de perguntas e dúvidas. Odeio quando esse silêncio (ou essas perguntas) me fazem chorar. Talvez por imaginar o que se passa pela sua cabeça e desejar que esse momento suma de repente. Odeio quando você fica bravo comigo e odeio quando me deixa sem saber o que responder. Odeio quando não me dá atenção ou quando me deixa com ciúmes. Odeio quando você me belisca e odeio quando você diz que vai embora.
Odeio demais quando diz que vai embora, porque o que eu gosto mesmo é ficar perto de você. Gosto do jeito que quase morro de saudade. Gosto de te ouvir dizer "me espera que eu tô chegando". Eu gosto do jeito como a gente consegue mudar tudo em uma única tarde. Gosto das músicas que tocam dentro do seu carro (e do jeito que você fica bravo quando eu começo a cantar). Gosto do seu jeitinho todo "doente mental" de ser, é, você sabe que é verdade...
Eu gosto do seu beijo todo meu, seu corpo junto ao meu. Gosto de te abraçar mesmo quando você não tá afim. Gosto de te fazer sorrir o tempo inteiro. Gosto de declarar o meu amor por você. Gosto de cuidar de você e pedir pra você cuidar de mim. Gosto de rosas e versos (e vinhos?). Gosto de chegar mais perto do seu peito e ver o seu olhar e sorriso perfeito. E gosto de te amar daquele nosso jeito (uou, uou...).

ps. Eu te amo, gatinho!

sábado, 2 de fevereiro de 2013

that girl


O tempo passa, mas as histórias se repetem. O mesmo filme é rebobinado para ser assistido por outras pessoas. O filme da nossa vida, que é tão parecida com outras vidas. Trocando os personagens, as mesmas histórias acontecem em todos os cantos do mundo. Parece que nunca ninguém será capaz de sentir as mesmas emoções, viver os mesmos sentimentos que você viveu, mas a verdade é que eles estão ali para todos.
Vejo o filme começar a se repetir tão perto de mim e consigo me imaginar na mesma situação, basta lembrar do passado que não está nem tão distante assim. Penso em meus erros e torço para que eles não se repitam, mesmo sabendo que eles precisam se repetir outra vez para que outro alguém aprenda. Penso em meus medos e fico feliz em saber que pelo menos eles não estão presentes dessa vez, ao menos não aparentam estar. Penso em sonhos, amizades, momentos, paixões e espero que os sorrisos se repitam em dobro se possível.
Nem faz tanto tempo assim... Quatro anos parece pouco, mas tanto muda. Em quatro anos, muita coisa mudou. Eu me pergunto o que a garota que eu era há uns quatro anos atrás iria pensar de quem eu sou hoje. Acho que ela teria orgulho de saber onde eu cheguei e o caminho que pretendo seguir. Acho que talvez ela nem acreditaria em tudo o que eu conquistei.
Continuo sendo medrosa, assim como eu era e acredito que sempre serei. Mas hoje meus medos não me derrubam, eu faço o que posso para lutar contra eles ao invés de choramingar pelos cantos.
Aprendi que se escolhe um caminho por você e não por seguir os outros. Escolhi meu caminho e fui sozinha, com medo, mas percebi que não é tão ruim estar só. Sempre haverão novos amigos para se conhecer. 
Talvez a Mariana de quatro anos atrás não acredite em tudo que deixei para trás, tudo o que virou passado. Nada nessa vida é eterno e nesses quatro anos sofri para aprender isso. O que era prioritário para ela se tornou quase desnecessário - com pequenas exceções. As pessoas mudam e as promessas são quebradas. É disso que se trata a vida. Além disso, uma grande parte de mim se tornou apenas uma lembrança boa que me enche de saudades, aquela Mariana não saberia como lidar com o sonhar com alguém que não estará nesse mundo para a abraçar quando ela acordasse. Novamente, é vivendo que se sabe como é viver.
Tenho certeza que ela ficaria encantada em saber aonde o amor me levou. Um de seus maiores sonhos enfim realizado. Logo, os valores de amor e amizade mudaram, apenas por ela não saber ao certo o que era o amor. Sempre soube que ia ser a melhor parte da sua vida, mas ainda não o conhecia.
Apenas quatro anos, tudo mudou.

Espero que o filme se repita e que se aperfeiçoe. 
Que venham novos erros e novas mudanças. 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Be strong.

Os dias passam e às vezes ela se sente sozinha nesse mundo cheio de gente. Ela pensa e seus pensamentos voam de longe pra perto, do céu para a terra. Momentos bons não são difíceis de se encontrar em meio a seus devaneios entre passado, presente e futuro. Ela sabe que existem pessoas para serem amadas em todas as esquinas. Basta querer enxergá-las, tão simples e ao mesmo tempo tão improvável.
Quando se depara com tamanha tragédia, lembra-se quão efêmera é a vida. Bendita ampulheta que é acionada ao nascer e não se sabe quanto tempo irá durar. Sabe que não há o que se compare com a dor de ver a ampulheta ao seu lado chegar ao fim. O sentimento que domina o peito, enche os olhos d'água e desconfia da realidade, porque a esperança... ah, a esperança! Essa velha senhora faz com que o sofrimento se demore até que não haja outra saída. E aí a senhora Esperança machuca por todo aquele tempo que ela manteve a chama acesa dentro de ti, as luzes são apagadas de uma vez só, a escuridão toma conta e não há luz no fim do túnel para onde fugir. A verdade é essa. Nunca há outra saída. 
Um dia a vida acaba... É assim que tem que ser. Mas se for pra ser assim, que se siga a ordem natural do mundo. Aquela em que se morre depois de viver muito. Aquela em que se morre depois de realizar todos seus sonhos. Aquela em que se morre depois de pagar todas as contas, comparecer em todos os encontros marcados e dizer tudo o que se tinha para dizer. Que a voz se cale na hora em que a paz é o silêncio do sono eterno, na hora em que não haja sofrimento para quem fique, na hora que tem que ser.
A juventude é para ser vivida. Ainda há muito pela frente nessa estrada, ela sussurra a fim de se fazer ouvir. Sabe que podia ser uma daquelas vozes caladas naquela noite. E se fosse ela? Um silêncio tomou conta de seus pensamentos... 
Tudo aquilo que ainda gostaria de dizer, todos os planos e sonhos que espera realizar, todo o passado que viveu para construir seu presente, todo aquele amor que cultivou. Não havia medo, mas ela queria viver. Ela queria viver por ter motivos suficientes para desejar a vida. Muito mais por seus amores do que por si mesma. Ela quer viver para ouvir sua música favorita incontáveis vezes, para ter tardes de domingo cheias de gargalhadas ao lado dele, para reclamar de acordar cedo todos os dias, mas acordar para orgulhar seus pais, para cuidar daquela que precisa de seus cuidados, para viver e evoluir e encontrar novas maneiras de amar. Ela sabe que existem pessoas para serem amadas em todas as esquinas. Ela quer viver para fazê-los felizes. Porque, se queres saber, ela só vive por existir vocês...

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A garota do livro

Então numa tarde qualquer, ela se escondia em seu próprio mundo lendo mais um romance. Um daqueles romances que se sonha por toda a vida. Um romance de um passado distante, idealizado na cabeça de alguma outra sonhadora como ela. Um romance em um mundo diferente daquele em que vivia. Ainda assim, aquela era mais uma paixão que a envolveria e encheria de calor seu coração, antes que voltasse para o mundo real.
Imersa em seu mundo paralelo, foi interrompida por duas vozes. Alheias a sua presença, sem notar o universo ao seu redor. Encolhida em seu canto, ela permaneceu com os olhos no livro e a mente no que aquelas vozes diziam. Quem nunca sentiu a sensação de estar fazendo uma travessura quando ouviu uma conversa alheia por curiosidade ou por pura inocência? Estava ouvindo uma conversa que não deveria ser ouvida. Parada, ouvindo a conversa daquele casal, ela se sentiu invadindo suas vidas. Mesmo assim, continuou ali, como se algum magnetismo a impedisse de qualquer movimento.
Um homem e uma mulher conversando sobre o futuro. Não era um futuro qualquer, mas o futuro que eles viveriam junto. Ele, em tom empolgado, contava para ela como iam os negócios e que se tudo seguisse seu curso, logo poderiam viver a vida que sempre sonharam, viriam presentes, viagens, amor... Sua mulher apenas ouvia, fingindo estar interessada no que ele dizia, a maneira como sua voz concordava com tudo o que ele diria era um indício de que estaria sorrindo ao vê-lo tão empolgado.
A garota do livro estava tão imóvel que parecia nem respirar. Em sua cabeça, passavam-se mil e uma perguntas comparando o casal que agora se distanciava ao casal apaixonado de seu romance. Olhando-os agora percebia a sintonia que os unia. “Como será que haviam se conhecido?”, perguntava a si mesma começando a sonhar acordada...
Era fácil sonhar em seu próprio mundo quando havia inspiração para tal. Ela sabia que se esconder entre os livros era apenas o desejo de paixões alucinadas que custam a chegar em um final feliz. Caso levantasse os olhos, talvez ela notasse que todas as tardes enquanto se escondia, havia alguém escondido apenas para admirar a devoção com que ela mergulhava em seus livros. Ele estava ali, mesmo sem ser notado, fingindo ler um livro qualquer e secretamente desejando realizar todos os desejos daquela sonhadora garota do livro. Talvez a vida real fosse feita de romances apenas, sem sofrimentos nem finais, somente romances esperando para serem vividos.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Wishes

Eu quero casar com você, quero acordar do seu lado, quero brigar com você. Quero mandar você calar a boca mesmo sabendo que você não vai calar, e te calar beijando você. Quero provar todos os dias que eu te amo. Quero te fazer feliz, assim como você me faz. Quero morrer de cansaço ao correr atrás de você, depois de uma guerra de travesseiros. Quero dormir com você naquele sofá apertado depois de assistir o seu filme preferido. Quero morrer de rir ao ouvir você me contando uma piada, por mais sem graça que seja. Quero te acordar com vários beijos. Quero dizer que te amo. Eu apenas quero te fazer feliz, como ninguém nunca fez. E tem sido você, e vai continuar sendo você. Por tanto tempo eu quis, e então você chegou. E entenda que eu não quero mais o travesseiro como companhia… É você que eu quero abraçar a noite inteira. Sentir seu carinho durante o sono, olhar para você enquanto estiver dormindo. Dar beijos no seu rosto só para te despertar. E de manhã, te dar um belo “bom dia” para ficarmos o resto do dia nublado, deitados. Eu quero que você se sinta a pessoa mais feliz do mundo, a única capaz de ser pra mim um sonho em noite de insônia. E eu tô aqui, sabe? Pra conversar, brigar, rir, fazer loucuras. Não precisa me contar o que aconteceu ou porque você tá mal. Só me deixa tentar colocar um sorriso no seu rosto. Confesso que encontrei meu motivo pra sorrir. Encontrei alguém que eu queira dividir a minha cama, meu amor e minha vida. Encontrei alguém que aguentasse meu coração enjoativamente doce, e que suportasse meu humor incrivelmente amargo. Alguém que queira meu amor, mas que tenha minha amizade. Alguém que roube minha confiança e leve meu coração de brinde. Alguém que eu queira dormir de mãos dadas e acordar do lado. Alguém pra ser criança como eu. Alguém que tenha teu tempo todo meu e minha vida toda dele. Alguém que deixe o mundo pra me dar um beijo. Alguém que encontrasse o que procurou a vida toda, aqui dentro de mim. Alguém pra eu contar meu dia e alguém pra falar “te amo”. Alguém pra ser meu, de um jeito bem clichê. Alguém pra eu viver aquilo tudo que eu julgava besteira e que hoje é tudo que eu tenho. Eu quero você. Digo, repito, falo outras mil vezes. De trás para frente, de frente para trás. De canto, de lado, da maneira que for. Eu quero você. Que tenha clichê, ciúmes, malicia, sacanagem, egoísmo, afeto, loucuras, falhas, erros, acertos, perdões, beijos, abraços, pegação, sexo, amor, transa, filme juntinho, dormir de conchinha, mãos dadas, que tenha todas as coisas do mundo, mas que seja apenas entre eu e você.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

2013


2013.
Um ano novo com 365 oportunidades, é isso que todos estão dizendo, certo? Um novo livro com 365 páginas para você escrever sua própria história, decorá-la e colori-la da maneira que quiser.
2013. Outros 12 meses, 52 semanas, 365 dias, 8.760 horas, 525.600 minutos e 3.153.600 segundos de corações partidos, progresso e novas experiências.

É melhor ser mais realista. Olhe para mim, a menina mais apaixonada por sonhos nesse mundo, aquela que acha que ser sonhadora pode melhorar todas as coisas... Nada vai mudar se você continuar o mesmo, essa é a verdade. Nada vai cair do céu se você continuar sentado esperando que algo aconteça. Nada vai transformar a sua vida, se não você mesmo.
Sabe todas aquelas coisas boas que a gente pensa achando que vai dar certo na virada do ano? Quando o relógio vira de 23:59 para meia-noite e a gente acha que aquele único segundo vai mudar tudo? Blá, blá, blá... Todos os seus sonhos e desejos devem estar com você sempre, não somente durante um segundo. 
Se você desejou felicidade, coloque um sorriso nessa cara. Se você desejou emagrecer, seja mais saudável. Se você desejou amizade, vá em frente e faça novos amigos. Se você desejou amor, então boa sorte, aprenda a amar a si mesmo antes de amar outro alguém (é o segredo para evitar corações partidos, e também para ser correspondido). Se você desejou uma vida melhor, comece fazendo o dia de alguém. Se você desejou mudar, dance na chuva pelo menos uma vez durante o ano, volte a ser criança, seja mais você do jeito que sempre quis. 
Esqueça o plano, mas não esqueça seus desejos. Deixe a vida te levar. E seja mais feliz! 
Esse é meu desejo para 2013, que felicidade e belas mudanças.

P.S.: A vida nem sempre nos leva para onde planejamos.